quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Os Coristas

          A música é a mais poderosa fonte de magia e é a ideia base desta grande obra de cinema.
          Os jovens do Fundo do Pântano, com famílias disfuncionais, com baixo poder económico, etc., estão numa escola de correcção, cujo director possui uma mente "subdesenvolvida". Pensa que só à chapada se chega onde quer.
          O novo pião (monitor) chega à escola e percebe que estes jovens problemáticos só necessitam de inspiração e um pouco de amor.
          Este exemplo de arte cinematográfica onde os clichés são poucos ou inexistentes poderá influenciar a forma como vemos e agimos perante este "novo" mundo. Nesta obra, não existem grandes técnicas cinematográficas, mas existem grandes vozes. Os Coristas é um verdadeiro retrato do que acontece quando a falta de identidade e a insegurança se encontram com a inspiração e o amor.

Beatriz Santos, 8.º B

A relação entre o PC e os atacadores

          Um estudo da AVG Technologies, elaborado a partir de entrevistas a cerca de 2 200 mães, realizado nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Alemanha, França, Itália, Japão, Espanha, Austrália e Nova Zelândia, concluiu que:
  • 69 % das crianças controlam o rato do computador;
  • 58 % sabem jogar no PC.
          Em contrapartida,
  • 52 % sabem andar de bicicleta;
  • 20 % sabem nadar;
  • 11 % sabem atar os atacadores dos sapatos.
          Diversos especialistas destacaram os benefícios futuros que o domínio das tecnologias trarão para estas crianças, porém consideraram também que os pais / encarregados de educação deverão exercer um controlo apertado da sua utilização, de modo que esta seja equilibrada e segura.

          Uma das principais questões para que alertaram, além da segurança e da viciação, está relacionada com a interacção social, que poderá ser afectada pela utilização maciça e exagerada das novas tecnologias.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Bibliofilmes: Literatura e Cinema

          A literatura e o cinema andam, frequentemente, de mãos dadas. Por isso, não é de estranhar que, dentre os filmes candidatos ao Oscar de 2011, uma grande percentagem consista na adaptação de obras literárias ao «grande ecrã».
          É o caso de 127 Hours, baseado no livro Between a Rock and a Hard Place, de Aron Ralston; The Social Network, baseado em Accidental Billionaires de Ben Mezrich; True Grit, uma readaptação de uma obra de Charles Portis, por sua vez «remake» do western homónimo protagonizado por John Wayne; Winter's Bone, baseado no romance de Daniel Woodrell, todos eles candidatos ao Oscar de melhor filme.
          Outros filmes também nomeados, embora para categorias «menores», são Alice in Wonderland, uma nova adaptação da obra clássica de Lewis Carrol; Harry and the Deathly Hallows - Parte I, baseado no livro de J. K. Rowling; Barney's Version, baseado no romance homónimo de Mordecai Richler.


127 Hours, Official Trailer




The Social Network, a origem do Facebook

Quarto «Eça de Queirós»

          A pouca distância da Praça da Concórdia, em Paris, situa-se o Pavillon des Lettres é o primeiro hotel literário parisiense, conjugando a arte da escrita com a estética da decoração, procurando assim homenagear os talentos da Literatura.
          Os 26 quartos do hotel (número equivalente às letras do alfabeto) procuram divulgar os textos literários de diversos autores da cena literária mundial. Os nomes que aí poderemos encontrar são os de Andersen, Baudelaire, Calderon, Diderot, Eschyle, Flaubert, Goethe, Hugo, Ibsen, James, Kafka, La Fontaine, Musset, Nerval, Ovídio, Proust, Queiroz (Eça de Queirós), Rousseau, Shakespeare, Tolstoy, Urfe, Voltaire, Woolf, Xenophon, Yeats e Zola.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Colóquio Internacional Sophia de Mello Breyner


          Nos dias 27 e 28 de Janeiro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, decorrerá o Colóquio Internacional Sophia de Mello Breyner Andresen, promovido em colaboração com o Centro Nacional de Cultura.
          O Colóquio será antecedido, no dia 26, da cerimónia que assinalará a doação do Espólio da escritora à Biblioteca Nacional de Portugal pelos seus filhos e que incluirá a leitura de poemas da sua autoria, bem como a inauguração da exposição «Sophia de Mello Breyner Andresen - Uma vida de poeta».
          Mais informações estão disponíveis no sítio do colóquio.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Nono encontro da APP

          Terá lugar, nos dias 18 e 19 de Março, na Figueira da Foz, o IX encontro da Associação de Professores de Português (APP).
          A edição de 2011 versa a Didáctica da Literatura e compreenderá comunicações sobre a formação de leitores no âmbito do PNL, o texto literário nas aulas de português, experiências na implementação e dinamização do contrato de leitura e ainda autores, obras e géneros literários diversos.
          A apresentação, o programa (provisório) e a ficha de inscrição estão disponíveis no sítio da APP.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Os Livros mais vendidos no dia do seu nascimento


          Os leitores que desejarem saber quais os livros mais vendidos no dia do seu nascimento, de acordo com a listagem do New York Times, podem fazê-lo clicando na AQUI.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O desportista mais rico


Quadriga
          De acordo com uma investigação da Universidade da Pensilvânia (EUA), o desportista mais rico da história da humanidade foi Gaiu Appuleius Diocles, um condutor de quadrigas nascido na Lusitânia por volta do ano 104. Este herói do passado iniciou a sua carreira desportiva aos 18 anos e finalizou-a aos 42, quando faleceu. A sua sepultura está localizada em Roma e, na lápide, estão inscritas as estatísticas da sua carreira.
          Segundo esse estudo, Dicoles terá angariado cerca de 35 863 milhões de sestércios, o que corresponde, em moeda corrente, a cerca de 11, 6 mil milhões de euros, uma quantia suficiente para abastecer Roma de cereais durante um ano.
          Diocles terá participado em mais de quatro mil corridas, tendo alcançado a vitória em quase 1 500. Mais: em 815 ocasiões, liderou as corridas desde o início; em 67 vezes, alcançou a liderança nas últimas voltas e, em 37 momentos, chegou à vitória na recta final.
          A obra El Auriga de Hispania, da autoria de Jesus Maeso de La Torre, retrata, de forma ficcionada, a vida de Diocles.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Artigo de Apreciação Crítica

          Para escrever um texto, é necessário observar determinadas regras.

1.ª fase) Preparação das ideias:
          . selecção do «objecto» de crítica (livro, filme, peça, etc.);
          . identificação as razões que originaram a selecção;
          . trabalho de pesquisa sobre a obra, o autor...

2.ª fase) Organização das ideias
          . elaboração do plano do texto;
          . planificação por tópicos.
          . estruturação em 3 momentos: Introdução, Desenvolvimento, Conclusão.

3.ª fase) Textualização:
          . elaboração do texto de acordo com o plano traçado.

4.ª fase) Revisão do texto:
          . pontuação e acentuação;
          . ortografia;
          . sintaxe;
          . ...


EXEMPLIFICAÇÃO:

1.ª fase:
          » objecto de crítica: filme;
          » informações genéricas sobre o filme:
                    . título;
                    . autor;
                    . tipo (de acção, policial, ficção científica, biográfico, romance
                      amoroso...);
          » ...

2.ª fase - PLANIFICAÇÃO:

          » 1.º parágrafo:
                    » apresentação genérica do filme (nome, realizador, actores...);
                    » motivos justificativos:
                              . chegada recente ao mercado;
                              . homenagem ao seu realizador, a um actor, ao produtor...;
                              . trabalho (profissional, escolar...)
                              . ...

          » 2.º parágrafo:
                    » memória descritiva do filme (resumo do seu argumento).

          » 3.º parágrafo (e outros, se necessário):
                    » apreciação crítica do filme:
                              . razões justificativas da escolha do filme / impressões
                                que deixou no autor do texto;
                    » aspectos criticados (positiva e negativamente) - realização,
                       performance dos actores, cenário, fotografia, argumento, etc.;
                    » exemplificação com referências concretas ao filme.

          » 4.º parágrafo:
                    » síntese da crítica, retomando alguns tópicos apresentados de
                       forma sintetizada.



LINGUAGEM

» Introdução:
          . «Vi recentemente... que me marcou...»;
          . «Acabou de chegar às salas de cinema...»;
          . ...

» Desenvolvimento:
          . «Ao longo de duas horas...»;
          . «O filme resume-se a...»;
          . «Apreciei bastante a película (...) por três razões (...) Em primeiro lugar (...)
            Em segundo lugar (...) Finalmente (...)»;
          . ...

» Conclusão:
          . «Sempre gostei de filmes que...»;
          . «Esta obra é daquelas que...»;
          . «Deste modo, sugiro que...»;
          . ...

sábado, 15 de janeiro de 2011

Lifting a Twain

          De acordo com o jornal Público do dia 11, uma editora do estado do Alabama, a New South Books, prepara-se para reeditar As Aventuras de Huckleberry Finn, obra do célebre escritor norte-americano Mark Twain (1835 - 1910), publicada em 1884, expurgadas das referências às palavras «nigger» (219) e «injun», que constituem, respectivamente, uma referência pejorativa aos negros, pretos  e uma ofensa aos índios. A primeira será, assim, substituída pelo termo «slave» e a segunda por «indian».A justificação para este «lifting», uma censura dos tempos modernos, reside no carácter ofensivo que as palavras comportam, o que significa que descemos, mais uma vez, como é característico dos tempos que vivemos, no que diz respeito à cultura ocidental, ao campo do politicamente correcto.

          O que é mais espantoso no gesto é que ele evidencia a ignorância estúpida dos seus autores, pois Mark Twain, ao usar os termos referidos, estava a denunciar e a expor a injustiça com que eram tratadas as personagens. Mais: ignoram que o escritor foi um defensor da abolição da escravatura e do alargamento dos direitos civis dos negros norte-americanos e que a composição da personagem do romance Jim, o companheiro de Huck Finn, se baseou na figura de John Lewis, um negro de quem foi grande amigo. Esta solidariedade valer-lhe-ia, inclusive, anos volvidos, a acusação de possuir uma grande quantidade de «sangue negro».

          Com afirma o Professor Rui Bebiano (in http://aterceiranoite.org/), «Vale sempre a pena, diante de tais afirmações de reiterada ignorância, imprecisão ou mera estupidez, insistir no perigo que comporta este tipo de escolha supostamente purificadora. Em nome da omissão de palavras ou de conceitos julgados depreciativos, ou na tentativa de contrariar uma absurda «censura preventiva» – que tem levado, por exemplo, à retirada de algumas bibliotecas públicas americanas de livros, clássicos muitos deles, contendo termos julgados «impróprios» –, alteram-se obras literárias e apagam-se pedaços de uma realidade historicamente vivida ou imaginada em contextos muito diversos e que só podem ser compreendidos nas suas circunstâncias. Com tais gestos dilui-se também o rastro de etapas dos processos de emancipação das sociedades e das próprias palavras. Voltando-se o feitiço contra o feiticeiro, se é que não convirá referir este profissional como «técnico de práticas mágicas», «agente de subculturas locais» ou coisa que o valha.»

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Webinar

          No passado dia 12 de Janeiro, foi lançado o projecto Webinar, uma iniciativa da DGIDC / ERTE.

          Este projecto consiste na realização quinzenal (nas segunda e quarta 4.ª-feiras de cada mês, a partir das 16 horas e 30 minutos) de conferências, via Internet, relacionadas com a utilização das TIC em contexto educativo. Nelas estarão presentes especialistas em diversas áreas que, durante a sua conferência, poderão ser questionados, estando disponível para o efeito o seguinte endereço de correio electrónico: webinar@dgidc.min-edu.pt.

          A primeira sessão, que decorreu no dia acima referido, contou com a presença do Prof. Dr. Fernando Albuquerque Costa, do Instituto de Educação de Lisboa, como orador, tendo abordado o tema Metas de Aprendizagem nas TIC. A sua conferência, bem como as demais, poderá ser vista neste sítio: http://webinar.dgidc.min-edu.pt/.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Liberdade

          Liberdade é cada um poder agir de acordo com a sua consciência honesta, sem limites nem pressões. É poder votar, expressar opinião, praticar uma religião, circular pelo mundo, reunir-se em associações.

          No mundo, perto de metade da população mundial vive em países que garantem a liberdade: 3, 89 mil milhões de pessoas; 2, 3 mil milhões vivem em países parcialmente livres e 1, 3 mil milhões não têm liberdade.

          Mais: são 89 os países onde os cidadãos gozam de liberdade; consideram-se parcialmente livres 58 estados; 47 não conhecem o sabor da liberdade, ou seja, os direitos políticos e a liberdade cívica dos cidadãos foram anulados.

          Neste mês propomos que seja feita uma reflexão sobre a Liberdade!     


          DEIXAMOS ESTAS CITAÇÕES E DOIS POEMAS PARA PODEREM REFLECTIR SOBRE ESTE TEMA.
Só é digno da liberdade, como da vida, aquele que se empenha em conquistá-la.
                                                                                                 Johann Goethe

Tudo quanto aumenta a liberdade, aumenta a responsabilidade.
                                                                                                 Victor Hugo
A liberdade é o direito de fazer tudo o que as leis consentem.
                                                                                                 Baron de Montesquieu




«Faça lá um Poema»


          Por ocasião da comemoração do Dia Mundial da Poesia 2010, que terá lugar no dia 21 de Março no Centro Cultural de Belém, o PNL e o CCB convidam as escolas a participar num concurso de poesia.

          Os interessados poderão consultar o regulamento do concurso no sítio do PLN: aqui.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Homenagem a Miguel Torga

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Concurso Nacional de Leitura: 1.ª fase

          Tendo em conta a necessidade de promoção da leitura nas escolas, o Plano Nacional de Leitura - em articulação com a RTP, com a DGLB e com a RBE - promove, no presente ano lectivo, mais uma edição do Concurso Nacional de Leitura, ao qual o nosso Agrupamento de Escolas se associou pelo segundo ano consecutivo, com o objectivo de estimular a prática e o gosto de leitura entre os alunos.

          Este concurso é constituído por três fases: a de escola, a distrital e a nacional. A primeira fase decorreu ontem, dia 5 de Janeiro, pelas 14, 30 horas, no auditório da Escola Secundária, com os alunos divididos em duas categorias. Os do terceiro ciclo tiveram de ler uma obra - O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry - e o conto “Vicente”, de Miguel Torga, enquanto os do ensino secundário se debruçaram sobre um texto de Eça de Queirós - “O Moinho” - e uma obra de Gabriel García Márquez - Crónica de uma Morte Anunciada.

          Após a selecção, efectuada por um júri a partir de uma prova escrita que aferiu a leitura das obras e de uma singela prova oral, constituída pela leitura de um extracto textual, os alunos apurados para a fase distrital foram os seguintes:

     . Terceiro ciclo:
  • Sara Barroco (7.º B);
  • Sara Meireles (7.º B);
  • Andreina Cavaleiro (9.º A).
     . Ensino secundário:
  • Rafael Pereira (10.º A);
  • João Pinto (12.º B).

Quem sou eu?

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Dia Mundial do «Braille»

          Assinala-se hoje, 4 de Janeiro, o Dia Mundial do Braille, em homenagem a Louis Braille (1809 - 1852), o criador dessa fabulosa ferramenta que permite aos invisuais os actos da escrita e da leitura.

          Actualmente, a tecnologia permite que a escrita possa ser assegurada através de impressoras especiais em braille ligadas a computadores portadores de software específico, a partir da digitação do texto ou do seu reconhecimento óptico.

          Existem também o Braille Virtual , um curso gratuito on-line que é destinado à difusão e ensino do sistema braille a pessoas não portadoras da deficiência, simplesmente curiosas ou interessadas na sua aprendizagem ou que convivem com invisuais, como, por exemplo, professores.

Newsletter RBE n.º 6


          Já saiu a newsletter RBE n.º 6, respeitante ao mês de Dezembro.

          Além do editorial, onde se traça o contraste entre o antes e o após RBE, nela é possível encontrar uma secção de artigos sobre temas diversos, outra de notícias, além de um dossier dedicado ao tema da cooperação - com Timor e Moçambique, com as bibliotecas municipais, com a Fundação Francisco Manuel dos Santos e com o Instituto Nacional de Estatística:

domingo, 2 de janeiro de 2011

Bibliopaper (2010)


Biblitecas escolares e a homossexualidade

          A RBE (Rede de Bibliotecas Escolares) vai ter, já a partir deste ano, livros relacionados com a homossexualidade no sentido de "reforçar o esclarecimento dos jovens" sobre a comunidade Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e sobre o tipo de discriminação de que são vítimas.
          Esta iniciativa decorre de um conjunto de parcerias que o governo começou a estabelecer com a comunidade LGBT a partir de 2007 e está associada ao IV Plano Nacional para a Igualdade (PNI), que possibilita também o financiamento público de projectos de cooperação e investigação sobre a temática igualdade e cidadania da autoria de elementos da comunidade LGBT.