sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Publicação de livros «on-line» e sem custos



     O grupo editorial LeYa apresentou, no passado dia 11, a plataforma digital Escrytos, uma ferramenta que permite a qualquer falante de língua portuguesa a publicação e venda de uma obra literária de sua autoria.

     Para publicar o seu livro eletrónico através desta plataforma, o autor tem apenas de se registar no sítio e "seguir as instruções, que lhe facilitarão todos os passos, incluindo a obtenção do ISBN (International Standard Book Number) e a possibilidade de converter o ficheiro «word» no formato publicável «ePuB».

     Para outras informações, clicar aqui.

Richard Zenith, Prémio Pessoa 2012


     Richard Zenith é o vencedor do Prémio Pessoa 2012, sucedendo ao ensaísta Eduardo Lourenço, galardoado em 2011.
     O escritor, de origem norte-americana, natural de Washington D. C., de acordo com Francisco Pinto Balsemão, o presidente do júri que atribuiu a distinção, "tem posto o conhecimento acumulado ao longo de décadas ao serviço disciplinado e metódico de uma paixão (...). Com lucidez, Richard Zenith é não apenas um editor da obra pessoana, um explicador da heteronímia, mas também o grande tradutor da sua poética para a língua inglesa".
     O amor de Richard Zenith à língua e à literatura portuguesas está bem documentado pela sua atividade: traduziu para língua inglesa autores clássicos portugueses (Sophia de Mello Breyner, António Lobo Antunes, Antero de Quental e Nuno Júdice, além de Pessoa), editou a lírica de Camões, numa edição que reuniu 40 sonetos e 12 poemas, e foi um dos curadores da exposição "Fernando Pessoa, Plural como o Universo".
     A atribuição do prémio, no valor pecuniário de 60 mil euros, visa, precisamente, reconhecer o papel do autor na promoção e divulgação da língua e cultura nacionais.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL!

Via Bertrand

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Concurso 'Uma Aventura Literária 2013'

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Heteronímia

Uma Outra Realidade

sábado, 8 de dezembro de 2012

'Ser Amigo'

Amigo,
Aquele que tem respeito por ti,
Que sente admiração,
E que te traz sempre com ele
no coração.

Amigo,
Aquele que sente falta de ti,
Que não levanta falsos testemunhos,
E não dá queixinhas de ti.

Amigo,
Aquele que te sabe ouvir,
Que sabe gostar,
E que um segredo de ti sabe guardar.

Amigo,
Aquele que te dá conselhos,
Que nunca te deixa fechar os olhos.

Amigo,
Aquele que fala bem de ti
pela frente e por trás,
Inimigo,
Aquele que te diz que gosta de ti,
Que te prejudica por trás.

Amigo,
Aquele que se orgulha, e diz:
Este é o amigo que eu sempre quis ter,
Este é o meu melhor amigo,
O meu porto de abrigo.

Amigo,
Aquele que em ti confia,
Inimigo,
Aquele que te desvaloriza
E de ti desconfia.

Amigo,
Aquele que te ama,
Que reconhece o teu valor,
Que te dá carinho e amor.

Amigo,
Aquele com quem podes desabafar,
Sorrir, divertir, chorar, gritar,
E que com ele podes sempre contar.

          * Dedicado ao Francisco, à Lisandra, à Susana e à Raquel

                                                  Andreia Almeida Quadrado

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

5.ª Edição do Concurso Inês de Castro


     Decorre já a 5.ª edição do Concurso Inês de Castro, uma iniciativa conjunta do Plano Nacional de Leitura e da Fundação Inês de Castro, com o patrocínio da YDreams.

     O tema central da presente edição intitula-se Percursos de Pedro e Inês, devendo a sua abordagem assumir a forma de um jornal digital / jornal on-line, constituído pelas tipologias características do texto jornalístico: editorial, entrevista, reportagem, notícia, crónica, crítica,  a partir de fontes nacionais (obrigatórias para todos os ciclos) e internacionais (facultativas para o 3.º ciclo e obrigatórias para o secundário).

     O regulamento, disponível no sítio do PNL,  pode ser consultado aqui. »»»

Para que servem os poetas?

Na escassez do pão
Servem os poetas e o pensamento
Para alimentar a esperança
De um novo início
Afundada esperança essa
Num mar de tanta e tão profunda ignorância
Tanto futebol
Como se tivéssemos voltado
"... a deambular por florestas
Sem consoantes aos nossos nomes"
Florestas agora de betão
Onde se sentam
Ou gritam em pé em lugares pagos
Milhares
Mesmo na escassez do pão
No retrocesso a berros sem consoantes
Como se a escassez dos poetas
E do pensamento
Nos tivesse levado
Essa sim
A esta terceira miséria
Que a poeta tão bem
Canta e conta
Como um banquete
Em tempo de indigência.

                                          Maria de Sousa

Olimpíadas do Conhecimento 2013


     Universidade Fernando Pessoa vai levar a cabo a edição de 2013 das Olimpíadas do Conhecimento uma iniciativa dirigida aos estudantes de 12.º ano e aberta a todas as escolas secundárias públicas ou privadas, com ou sem cursos profissionais, do Continente e Ilhas ou situadas no estrangeiro, mas lecionando Língua Portuguesa.
     Mais informações aqui. »»»

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Papiniano Carlos (1918 - 2012)


     O escritor Papiniano Carlos, um dos últimos representantes neorrealistas portugueses, nascido em Lourenço Marques, atual Maputo, capital de Moçambique, a 9 de novembro de 1918, faleceu hoje, na cidade do Porto, onde se tinha fixado desde os 10 anos.
     Entre as suas obras mais importantes contam-se Mãe Terra (1948), As Florestas e os Ventos, A Rosa Noturna (1961), A Ave sobre a Cidade (1973) e O Rio na Treva (1975).

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

"Blogue"

Mantivera no fim da adolescência
aquilo a que chamava simplesmente
o seu diário íntimo:
páginas manuscritas onde ardiam
rastilhos de mil sonhos que rasgavam
as mordaças da angústia social,
a timidez tão própria da idade.

Nessa caligrafia cuja cor
fora ainda a do sangue
colheu a energia necessária
para atravessar como um sonâmbulo
o ordálio daquela juventude,
o seu incandescente calendário
de amizades vorazes, tão velozes
como os amores que julgava eternos
e outras feridas mal cauterizadas.

Hoje quase não volta a essas páginas:
estamos no século XXI
e em vez do diário de outros tempos
mantém agora um blogue
onde todos os dias extravasa
recados, atitudes, confissões,
coisas no fundo tão inofensivas
como o fogo que outrora lhe acendia
as frases lancinantes
- embora hoje em dia quando escreve
tenha por um momento a ilusão
de que as suas palavras continuam
a propagar ainda o mesmo vírus,
e a alimentar, quem sabe, os mesmos
sonhos
sempre que alguém desconhecido as ler
como quem só assim então escutasse
um segredo na noite do mundo.

Mas, apesar de todo o entusiasmo
que o mantém acordado por noites sem fim,
ele adivinha que também virá
um dia a abandonar sem saber como
o seu atual vício solitário
e dentro de alguns anos, ao reler
as frases arquivadas no computador,
talvez tudo isso lhe pareça então
frutos de gestos tão adolescentes
como os que antigamente preenchiam
esses cadernos amarelecidos
e hoje sepultados para sempre
em esquecidas gavetas de outro século.

                                                                      Fernando Pinto do Amaral, Poemas Escolhidos

Anthony Horowitz

Vergílio Ferreira

O mapa do universo de Stephen King



Ler um "e-book" e ler um livro


     Ler um e-book é igual a ler em suporte de papel?
     Parece que não. De facto, a leitura não é apenas uma atividade cerebral, pois envolve também o corpo, daí que ler um e-book não seja um ato de leitura propriamente dito.
     Para saber mais sobre o tema, visitar este domicílio.

domingo, 2 de dezembro de 2012

9 autores, 9 citações


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

"Aniversário"

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim mesmo,
O que fui de coração e parentesco,
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui - ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
A que distância!....
(Nem o acho...)
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a humidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui...
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos,
O aparador com muitas coisas - doces, frutas, o resto na sombra debaixo do alçado -
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...

Para, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me os dias,
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!...

                                                                                           Álvaro de Campos (1929)

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Grande Prémio Portugal Telecom 2012


     Valter Hugo Mãe venceu o Grande Prémio Portugal Telecom 2012 com a obra A Máquina de Fazer Espanhóis, um galardão que distingue o melhor livro publicado no Brasil em qualquer categoria.

Fernando Pessoa

O que podemos fazer com as palavras?

     Resposta de Kai Pannen:






"Os três porquinhos"

Poesia Matemática

Às folhas tantas
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide,
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida
paralela à dela
até que se encontraram
no infinito.
"Quem és tu?", indagou ele
em ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa."
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação
traçando
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidiana
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E enfim resolveram se casar
constituir um lar,
mais que um lar,
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade
integral e diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes
até aquele dia
em que tudo vira afinal
monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
frequentador de círculos concêntricos,
viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade.
Era o triângulo,
tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era uma fração,
a mais ordinária.
Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser
moralidade
como aliás em qualquer
sociedade.

                                               Millôr Fernandes

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mark Twain 2

Importância da Leitura

Leitura

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Sophia

"À conversa" com Dorian Gray

Rio de Memórias

O Capuchinho Vermelho

A filha da minha melhor amiga

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Mark Twain 1

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O regresso da censura de livros?

Now Brussels takes aim at the Famous Five! Books portraying 'traditional' families could be barred

  • Books that reinforce traditional roles can contribute to gender stereotyping, report says
  • Traditional stories can damage women's career opportunities, report's authors says

Books which portray ‘traditional’ images of mothers caring for their children or fathers going out to work could be barred from schools under proposals from Brussels.
An EU report claims that ‘gender stereotyping’ in schools influences the perception of the way boys and girls should behave and damages women’s career opportunities in the future.
Critics said the proposals for ‘study materials’ to be amended so that men and women are no longer depicted in their traditional roles would mean the withdrawal of children’s classics, such as Enid Blyton’s The Famous Five series, Paddington Bear or Peter Pan.
Portrayals of 'traditional' families contribute to gender stereotyping
Portrayals of 'traditional' families contribute to gender stereotyping
The document, prepared by the European Parliament’s Committee on Women’s Rights and Gender Equality, also suggests EU-wide legislation is needed to tackle the way women are depicted in advertising during children’s television programmes.
It further complains about the number of women in EU parliaments, and floats the idea of fixed quotas on a minimum proportion of female MPs.
The report says: ‘Children are confronted with gender stereotypes at a very young age through television series, television advertisements, study materials and educational programmes, influencing their perception of how male and female characters should behave.
‘Special educational programmes and study materials should therefore be introduced in which men and women are no longer used in examples in their ‘traditional roles’, with the male as the breadwinner of the family and the female as the one who takes care of the children.’
Derring-do: The tales of adventure are set to fill a gap in the lives of many child who spend increasing time inside
The Famous Five and Peter Pan are all being scrutinised
The report adds: ‘With reference to media and advertisement, it must also be noted that unsupervised television viewing among children and youngsters starting at a very early age is on the rise.
‘Negative gender stereotypes can therefore have a significant influence on young women’s confidence and self-esteem, particularly on teenagers, resulting in a restriction of their aspirations, choices and possibilities for future career possibilities.’
Calling for EU ‘legislation’ to tackle the problem, the committee recommends: ‘Despite the EU’s commitment to equality between men and women, there is still a gap in legislation providing for non-discrimination against women and gender equality in the areas of social security, education and the media, emphasises the need for new legislation in these areas.’
The document calls on the European Commission to ‘take the issue of gender equality into account in all policy fields.’
Tim Aker, spokesman for Get Britain Out, a Eurosceptic campaign group, warned: ‘If the EU has its way, millions of youngster would be denied the pleasure of reading childhood classics such as Paddington Bear, Peter Pan or the Tiger Who Came to Tea because these books show mums and dads in so-called traditional roles.
‘The Eurozone is crumbling, millions are out of work and a generation of young Europeans face a bleak future. Yet the EU is spending its time concentrating on how to socially engineer our children. This politically correct report should be binned at once.’
June O’Sullivan, chief executive of the London Early Years Foundation, also criticised the draft recommendations. ‘We must not confuse political issues with how we present the world to children. The fact is most women take the caring roles and most men want to go out to work,’ she said.
‘You only need to stand at the school gates to see this. Stereotypes are such because they reflect a majority situation. Children are not easily fooled - they see what they see and no amount of manipulation of images will change their thinking.’
The proposals in the committee’s report are unlikely to win support from Britain. Brussels has been forced to postpone an attempt to set a legal quota for the proportion of women on company boards last month following opposition from the UK and some other member states.
The policy, championed by EU justice commissioner Viviane Reding, would make it mandatory for all publicly traded companies to fill 40 per cent of seats on their boards with women by 2020 or face hefty fines.
But opposition from several countries meant a postponement of in a vote on the issue last month. Miss Reding has vowed that that she ‘will not give up’ on her crusade, however, insisting: ‘Europe has a lot to gain from more diverse corporate boards.’ 
A spokesman for the London office of the European Commission said: 'This is nonsense. "Brussels" has no legal powers to intervene in which books are available in UK schools, it is a matter for the UK and for schools.
'The European Parliament committee report - which anyway represents just the committee's view - does not suggest banning books. 
'And even in areas where it does call for EU level action and where that is legally possible, that can only be done if the Commission makes a proposal - it hasn't - and if the European Parliament as a whole and a large majority of member states then adopt it.'

Memórias de Eugénio Lisboa


    Foi publicado, recentemente, o primeiro volume das memórias de Eugénio Lisboa, com o título de Acta Est Fabula, referente ao período entre 1930 e 1947, isto é, entre o nascimento do autor e a sua vinda para Lisboa, para estudar no Instituto Superior Técnico.

     O lançamento oficial da obra terá lugar no próximo dia 28, no Centro Nacional de Cultura, pelas 18 horas e 30 minutos.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Uma biblioteca original

Quem sou eu?


 Fui o fundador de Portugal e o seu primeiro rei.

 Recebi os cognomes de O Conquistador e O Fundador.

 Era filho de D. Henrique de Borgonha e de D. Teresa de Leão.

domingo, 18 de novembro de 2012

Conto "Saga" (texto integral)



(c) http://pt.scribd.com/marianitafarraia5401

"Rebel without a cause"

Duas infâncias passaram
por mim: uma, no planetário,
com o espanto dos astros.

Outra, com Sal Mineo,
que no seu mundo ansioso
vislumbrou a eternidade.

                       Pedro Mexia

sábado, 17 de novembro de 2012

Concurso PORDATA | RBE 2012-2013



     Está aberta a 3.ª edição do concurso PORDATA | RBE, uma iniciativa conjunta da Fundação Francisco Manuel dos Santos e da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) dirigida a alunos do ensino secundário.
     Todas as escolas com ensino secundário poderão concorrer, devendo, para o efeito, dinamizar e apoiar a elaboração de trabalhos curriculares usando como fonte principal de informação a base de dados PORDATA. O melhor trabalho de cada escola, selecionado internamente pelo professor orientador e professor bibliotecário, deve ser enviado à RBE, de acordo com o regulamento do concurso, até ao dia 4 de abril de 2013.
     Paralelamente ao concurso, decorrem as inscrições para a realização de sessões de formação, de curta duração, sobre a PORDATA destinadas a apoiar, prioritariamente, grupos de alunos/ professores interessados em participar no concurso. A inscrição para a formação é feita através de formulário próprio.
     Qualquer esclarecimento poderá ser solicitado para o endereço de correio eletrónico maria.toscano@mail-rbe.org ou ao coordenador interconcelhio da RBE.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Porquê LER?

Via Balcão de Biblioteca

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Enigma de novembro

     Descobre dois nomes próprios que não contenham nenhuma letra das que estão no nome Jacinto.

Desprovérbio de novembro

     Mais vale tarde do que muito mais tarde.

     Reconstrói o provérbio.

Bibliopaper 2012


No decorrer do mês de outubro, mês das bibliotecas escolares, realizou-se nas bibliotecas do nosso agrupamento um bibliopaper.
Nesta actividade, participaram os alunos das turmas dos 5.º e 7.º anos. Verificou-se um grande entusiasmo e espírito de equipa na sua realização, a qual permitiu aos alunos descobrir a biblioteca, os seus espaços e recursos.
Analisados os resultados, apuraram-se as equipas vencedoras: no 5.º ano, o 1.º lugar foi atribuído à equipa As Super Leitoras (Carina Rocha, Alice Urbano, Inês Correia e Ana Carolina Quadrado), da turma A; no 7.º ano, o 1.º lugar foi atribuído à equipa Fairplay (Elisabete Silva, Ângela Raposo, Diana Gouveia e Diana Aleixo), da turma B.
     A Equipa Pedagógica da Biblioteca agradece a colaboração das professoras Ana Ferreira, Fátima Louro e Fernanda Pimentel, que permitiram a deslocação dos alunos à biblioteca, no decorrer das respetivas aulas.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

125.º aniversário de Amadeo de Souza-Cardoso

Cozinha da Casa Manhufe
(1913)

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Educação Sexual

     A educação sexual nas escolas não substitui o papel nem a responsabilidade das famílias.

     Os pais, os professores e outras figuras de referência na vida dos jovens são modelos cujos valores, atitudes e comportamentos do quotidiano, mesmo os manifestados, inconsciente ou involuntariamente, podem ser por eles reproduzidos. Daí que a formação de docentes e de encarregados de educação se torne muito importante. Mas importante é igualmente a colaboração entre a escola e a família, para que a actuação de ambas seja rentabilizada e complementada.




     É preciso que se faça luz no domínio da educação sexual, para que desapareçam os "fantasmas" e para que não se criem situações embaraçosas. É preciso que se faça luz, principalmente, para que os jovens possam crescer, vivendo a sua sexualidade de uma forma saudável e esclarecida.


domingo, 11 de novembro de 2012

"E-books" gratuitos


     A editora Saída de Emergência disponibiliza gratuitamente um conjunto de e-books. Aqui.

Leitura


sábado, 10 de novembro de 2012

Dia Mundial da Ciência pela Paz e o Desenvolvimento


     Mensagem da Diretora Geral da UNESCO, Irina Bokova, por ocasião do Dia Mundial da Ciência ao serviço da Paz e do Desenvolvimento, 10 de novembro de 2012. Aqui.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Os 10 direitos do leitor


As bibliotecas escolares e a melhoria dos resultados escolares



     De acordo com uma investigação realizada no estado norte-americano da Pensilvânia durante os anos de 2011 e 2012, a existência nas escolas de bibliotecários escolares / professores bibliotecários a tempo inteiro e com formação adequada equivale a melhores resultados escolares, isto é, a alunos com melhores aprendizagens e menor insucesso escolar.

     No sítio do projeto (http://paschoollibraryproject.org/home), está disponível toda a informação acerca do mesmo.

Enigma de outubro


Ana, Beatriz e Carmen são amigas. Uma delas é tenista, outra ginasta e outra nadadora. A ginasta, a mais baixa das três, é solteira. A Ana, que é sogra da Beatriz, é mais alta que a tenista.

Que desporto pratica cada uma?

Quem sou eu?


 Fui um dos escritores mais marcantes da literatura portuguesa.

 Fui o primeiro escritor em língua portuguesa a viver exclusivamente da atividade da esctita, isto é, das obras que escrevi.

 Algumas das minhas obras mais conhecidas são Amor de Perdição, A Queda de um Anjo e O Retrato de Ricardina.